63 anos de educação e cultura

26 de junho de 2018

Criada em 16 de dezembro de 1954 e instalada em 25 de junho de 1955, a Universidade Federal do Ceará – até 1965, Universidade do Ceará – logo se consolidou tanto como a principal instituição de ensino superior do estado como também o coração cultural de Fortaleza. Se apresentando como pioneira no desenvolvimento do estado e da região Nordeste, a então Universidade do Ceará materializou em suas construções modernistas e ações de caráter científico e cultural o que tinha de mais avançado e progressista na sociedade cearense.
A instalação da Reitoria no Benfica (1956) e a construção da Concha Acústica (1959) foram os primeiros passos para a transformação da Avenida Visconde do Cauípe (Av. da Universidade a partir de 1965) no centro cultural de Fortaleza, sendo seguidos pelo início da instalação dos Centros de Cultura Estrangeira nos anos 1960.

No 6º aniversário de instalação da Universidade (1961) esse papel foi reforçado com a construção de mais dois prédios modernistas: a sede do Clube dos Estudantes Universitários (CEU) e da Divisão de Assistência Estudantil e o prédio da Imprensa Universitária (atualmente a Pró-Reitora de Extensão). Além disso, foi implantada a Faculdade de Ciências, Filosofia e Letras da UC com o intuito de centralizar academicamente o espírito universitário. Ela seria responsável por oferecer as disciplinas básicas de todos os cursos da Universidade.
Destaca-se, contudo, a inauguração do Museu de Arte da Universidade do Ceará (MAUC), instituição que existe até hoje, comemorando 57 anos no último dia 25 de junho. O MAUC se tornou o lugar central de encontro dos artistas plásticos cearenses, reunindo obras de artistas como Antônio Bandeira, Raimundo Cela, Aldemir Martins e Chico da Silva e coleções de arte popular, contendo gravuras e esculturas em madeira e barro.

A relevância da UFC como referência cultural para a cidade permanece, apesar da cena cultural de Fortaleza ter sido ampliada e diversificado através da criação de outros centros de cultura e pela promoção de outras políticas culturais. O incentivo às atividades artísticas ocorre, também, através da criação de espaços de formação, tais como, curso de Artes e Arquitetura (1965), de Jornalismo (1965) e de Estilismo e Moda (1989), Teatro Universitário (1965), da Casa Amarela Eusélio Oliveira (1971), Rádio Universitária (1981), Instituto de Cultura e Arte (2003) e Secretária de Cultura Artística (2012).
Atualmente, a parceria com outros setores públicos e da sociedade fortalece a efetivação de ações na área cultural pela UFC, destacamos a participação na realização do Cine Ceará e o Corredor Cultural do Benfica. Desta forma, a UFC mantém aberto diálogo com a sociedade promovendo e valorizando as práticas artísticas e culturais.

Fonte: Memorial da UFC / 3366.7414